Você sabe o que é Autorresponsabilidade?

As coisas estão dando certo em sua vida? Você tem atingido seus objetivos? Os seus resultados têm sido como você esperava que fossem?

Se você respondeu SIM às três perguntas acima, parabéns! Você é uma pessoa diferenciada, acima da média.

Mas, se suas respostas não foram assim tão boas, vamos continuar com as reflexões.

Qual a principal razão dos seus resultados insatisfatórios? A falta de sorte? A falta de colaboração de outras pessoas? Acontecimentos imprevistos? A situação política e econômica do país? A desigualdade social? O egoísmo das pessoas? O modo como tratam você? As atitudes dos seus colegas de trabalho ou a falta de competência deles? A falta de reconhecimento do seu chefe? A falta de oportunidades melhores? O excesso de atividades que delegam pra você? A ingratidão dos seus clientes? A agressividade dos seus concorrentes? A inflação? As ações ou falta de ações do governo? A falta de apoio das pessoas que você ama?

Se você se identificou com as questões acima, está na hora de aprender o que é Autorresponsabilidade.

O que é Autorresponsabilidade?

Autorresponsabilidade é a capacidade racional e emocional de assumir a responsabilidade pelos resultados que obtém, sejam bons ou ruins, e pelos rumos de sua vida, apesar dos obstáculos que surgem em seu caminho. É “chamar pra si a responsabilidade”.

Autorresponsabilidade é a capacidade de olhar para o que não deu certo e pensar “o que eu poderia ter feito melhor?”, “o que posso fazer diferente da próxima vez?”, “o que preciso aprender ou aperfeiçoar para ter um resultado melhor?”, ao invés de ficar justificando ou encontrando culpados.

Qual a importância da autorresponsabilidade?

Ser autorresponsável no trabalho, por exemplo, é assumir o compromisso com as metas, com os resultados, com o sucesso da empresa, entendendo a importância do seu papel.

Se você diz que não atinge as metas porque não tem produto, porque os preços estão altos, porque a concorrência está fazendo preços malucos ou porque o país está em crise, qual é a sua parcela de responsabilidade nos resultados?

Se as pessoas interferem em sua vida e provocam problemas pra você, por que você continua permitindo?

É muito comum encontrarmos culpados para as coisas ruins que acontecem conosco. Mas isso é “vitimismo”, é sentir-se um coitado, injustiçado, como se o mundo e as pessoas lhe devessem alguma coisa. E quando você direciona seus pensamentos, sua energia, suas falas, suas crenças para algo que te coloca em posição de fraqueza, não há como construir resultados fortes.

vitimismo

É preciso ser autorresponsável. É preciso se empoderar. É preciso assumir as rédeas da sua vida, assumir os seus erros, as suas falhas, as suas dificuldades e limitações e encarar o que for necessário para superar e seguir em frente.

Nas palavras de Kelly Coimbra, coach, consultora, advogada e empresária:

uma das primeiras grandes lições do coaching integral sistêmico, método criado pelo Phd em coaching Paulo Vieira, é que se você não está satisfeito com a sua vida, com os resultados que tem obtido, é necessário reconhecer o que está fazendo de errado (ou não fazendo), reconhecer que suas escolhas e ações não tem sido satisfatórias e então redirecioná-los de forma autorresponsável, objetiva e consciente. Em outras palavras, seja autorresponsável!!”

Pare de reclamar de tudo e de todos, de ficar justificando o que não deu certo. Não se faça de vítima ou refém das circunstâncias!

Você não teve oportunidade de estudar quando era mais jovem? Comece agora! Não tem essa de que está velho pra isso!

Ninguém ensinou? Aprenda sozinho!

Ninguém ajuda? Faça você mesmo!

Deu errado? Reavalie. Tome como lição. Que conhecimentos, habilidades e atitudes estão faltando para alcançar o resultado esperado? Aprenda e faça novamente!

José Roberto Marques

A partir do momento em que você percebe que a única pessoa responsável pela vida que tem levado é você mesmo, e que, para mudá-la, você mesmo terá que agir, e não as outras pessoas, tudo fica mais fácil de digerir, mais fácil de lidar. A vida fica mais leve.” _ José Roberto Marques / IBC – Instituto Brasileiro de Coaching

Pablo Neruda

 

Pare já de enganar-se, és a causa de ti mesmo,
de tua necessidade, de tua dor, de teu fracasso. Se, tu tens sido o ignorante, o irresponsável, tu, unicamente tu, ninguém pode haver feito por ti”. _ Pablo Neruda

Paulo Vieira

“Você é o único responsável pela vida que tem levado. Você está onde se colocou. A vida que você tem levado é absolutamente mérito seu, seja pelas suas ações conscientes ou inconscientes, pela qualidade de seus pensamentos, seus comportamentos e suas palavras. Por mais doloroso que seja, foi você que levou a sua vida ao ponto em que está hoje. Sendo assim, só você poderá mudar essa circunstância”. Paulo Vieira / Febracis – Federação Brasileira de Coaching Integral Sistêmico

Quem não assume o leme da sua vida e navega ao sabor do vento não pode queixar-se do destino. Decida ser autorresponsável!

Anthony Robbins / treinador, palestrante, coach e escritor.

Clique aqui e veja também:

Como o coaching pode ajudar você a atingir seus objetivos

Eu sou Fabio Frasson. Espero ter contribuído com seu caminhar. Desejo a você resultados extraordinários e muito sucesso!

Vamos juntos, evoluindo sempre! Até a próxima!

Fabio Frassoncontato Fabio Frasson

Curta a página @mindsetfrasson no Facebook

facebook @mindsetfrasson

Assine o canal mindsetfrasson no Youtube

youtube mindsetfrasson

 

 

 

 

 

2 respostas para “Você sabe o que é Autorresponsabilidade?”

  1. Achei que é muito interessante. Mas ainda estou procurando algo que me ajude mais a dar um terceiro enfoque, ou olhar de uma outra forma para as mesmas coisas. Qual o outro item além do vitimismo e da autoresponsabilidade, porque eu tenho certeza que eu devo ser a protagonista da coisa toda, mas às vezes, dependendo da profundidade que as coisas atingiram ao longo da vida, a pessoa levanta a cabeça, toma fôlego, caminha, tem positividade pra quase tudo, mas não consegue sustentar o foco por um longo período, entende? Daí a sensação que fica quando leio que é só uma questão disso ou daquilo, me sinto cega ou impotente, porque não me vejo nas duas coisas, e sim em uma terceira abordagem que não sei qual é..

    1. Olá, Maíra. Excelente observação. Você já deve ter notado que nada na vida tem um caminho fácil, seguro e 100% garantido. Não existe fórmula secreta ou fórmula mágica pra quase nada. A nossa mente é bastante complexa. Quanto mais estudamos e quanto mais nos dedicamos ao autoconhecimento, mas descobrimos que há muito a aprender ainda.
      Essa dificuldade que você relata é muito comum. Ouso dizer que acontece com a maioria das pessoas. Somos atingidos por uma série de situações no dia a dia, que nos “roubam” energia, e nos deixamos desanimar, perder o foco, a coragem, a disposição, a força de vontade. Isso é comum e normal também. Afinal, somos humanos. Um dos recursos que você pode desenvolver é a criação e o fortalecimento de hábitos, uma rotina que te ajude a realizar o que você quer para a sua vida. Há um livro bastante recomendado, chamado “O Poder do Hábito”. Não é o único, mas é um bom começo.
      Um aprendizado que faz muito sentido pra mim é a percepção de que precisamos buscar, continuamente, nosso desenvolvimento, pois essa busca alimenta nossa energia, nos prepara e nos deixa alertas para quando estivermos saindo do rumo novamente, para rapidamente retomarmos o caminho que desejamos.
      Espero ter contribuído com você. Agradeço, de coração, por nos acompanhar e participar. Desejo muito sucesso e resultados extraordinários para você. Um grande Abraço, Fabio Frasson

Adoraríamos saber o que você achou desse artigo. Deixe seu comentário!