Uma breve reflexão sobre a FELICIDADE

O que te faz feliz?

Você já parou para pensar sobre o que te faz feliz? Já reparou que a busca pela felicidade é a razão de tudo o que fazemos?

É claro que o conceito de felicidade, aquilo que faz cada um de nós sentir-se bem, varia de pessoa para pessoa. Mas, de um modo geral, todo ser humano tem uma série de necessidades em comum, e passa a vida buscando atendê-las, consciente ou inconscientemente.

Stephen Covey, autor dos livros “Os 7 hábitos das pessoas altamente eficazes” e “O 8º hábito: da eficácia à grandeza”, dizia que uma das 4 principais necessidades do ser humano é a sobrevivência, afastar-se dos perigos, alimentar-se, cuidar do corpo, sentir-se saudável.  Para Abraham Maslow, psicólogo americano, autor da famosa “Teoria das Necessidades de Maslow”, essas necessidades fisiológicas e de segurança são as mais primitivas necessidades do homem. E, por uma razão óbvia, as demais coisas terão pouca importância, até que essas necessidades sejam atendidas.

É difícil imaginar que alguém consiga ser feliz passando fome ou tendo sua vida ameaçada, por exemplo.

A partir do momento em que nossas necessidades básicas estão supridas, nossa natureza se volta para outras questões “mais elevadas”.

Para Covey, compartilhamos ainda a necessidade de nos relacionarmos com outras pessoas, de aprender e entender o mundo à nossa volta, e de deixar um legado (sermos lembrados por nossas contribuições).

Para Maslow, as necessidades secundárias do homem são associação (relacionamentos), estima (autoestima e respeito) e autorrealização.

Não tenho a intenção aqui, hoje, de aprofundar conceitos sobre essas teorias. Apenas reforço que todos nós, embora diferentes, temos necessidades comuns. Necessidade de nos sentirmos bem fisicamente, emocionalmente, mentalmente e de nos relacionarmos com as outras pessoas. Costumo dizer que todos nós queremos ser bem vistos, bem quistos e bem lembrados.

A felicidade, embora conceituada de modo diferente por cada um de nós, está relacionada à satisfação de necessidades (das mais primitivas, às mais elevadas), à sucessão de momentos de alegria, satisfação, prazer, bem-estar, euforia, tranquilidade e realização.

Seja você um monge ou um “mega” investidor, um andarilho ou um alto executivo, um filantropo ou um acumulador, um missionário ou um empreendedor, um empresário ou um trabalhador informal, seu maior propósito é ser feliz, mesmo que você não pense nisso.

Essa reflexão sobre felicidade pode parecer estranha. Mas a base para tudo o que você alcança e realiza em sua vida está na busca por seus propósitos. É ela que gera energia para que você levante da cama todos os dias, e não a obrigação de chegar ao trabalho às 8h da manhã; que gera energia para que você tenha uma performance excelente e resultados extraordinários naquilo que faz; que faz você ter vontade de viver, de crescer, de melhorar, de realizar.

Descubra o que te faz feliz e ali estará a sua motivação, o seu motivo para a ação.

Como eu já disse, essa reflexão pode parecer estranha, mas grande parte das pessoas não saberia responder a essas perguntas: o que te faz feliz? O que te move? O que te motiva? Qual o seu propósito?

Lembre-se da famosa frase de Lewis Carrol, autor de “Alice no país das maravilhas”:

Se você não sabe para onde vai, qualquer caminho serve”.

Se você busca uma vida que te preencha, uma vida com mais significado, com mais plenitude, com mais felicidade, invista no autoconhecimento. Será a melhor e mais proveitosa viagem da sua vida!

Clique aqui e veja também:

Autoconhecimento

Life Coaching ou Coaching de Vida

Eu sou Fabio Frasson. Espero ter contribuído com seu caminhar. Desejo a você resultados extraordinários e muito sucesso!

Vamos juntos, evoluindo sempre! Até a próxima!

Fabio Frasson

contato Fabio Frasson

curta a página @mindsetfrasson no Facebook

facebook @mindsetfrasson

Assine o canal mindsetfrasson no Youtube

youtube mindsetfrasson

Deixe uma resposta