Você sabe o que é Mindfulness?

Saiba quais são os benefícios do estado de Mindfulness para a sua vida

Estamos, constantemente, buscando novas formas de melhorar os resultados que alcançamos nas diversas áreas da nossa vida.

Almejamos o sucesso, a alegria, o bem estar, a felicidade, a qualidade de vida, mas nem sempre temos as respostas para alcançar esses objetivos.

Dedicamo-nos ao trabalho, aos estudos, ao desenvolvimento profissional e entregamos nossa melhor performance, mas acreditamos que sempre é possível ir além, sermos mais produtivos, mais eficientes, mais eficazes, trabalhando com mais qualidade e gerando mais valor.

multitarefasLevamos uma vida frenética, na qual fazer “mais com menos”, ser multitarefa, ter uma dezena de telas abertas no mesmo computador, atender telefonemas, responder e-mails e mensagens no whatsapp, tudo ao mesmo tempo, virou rotina, algo normal, esperado, valorizado, indispensável em boa parte das empresas.

Defendemos a família e as amizades como valores inquestionáveis em nossa vida, mas sentimos, frequentemente, o vazio de relações frias e ausentes, mesmo quando estamos todos juntos.

Recebemos uma infinidade de estímulos visuais e auditivos, o tempo todo. Estamos “multiconectados”, recebemos muita informação. Segundo o Dr. Marcelo Demarzo, médico e professor de “Mindfulness para a Saúde”, a Microsoft teria divulgado um dado de que, em média, nossa capacidade de ficar atento ao mesmo objeto é de apenas 8 segundos, em média.

O que tudo isso tem a ver com mindfulness? Afinal, o que é mindfulness?

Numa breve busca na internet, você logo encontrará referências às origens do mindfulness há mais de 2.500 anos, ligado às práticas de meditação da religião budista; encontrará menções a Kabat-Zinn  (o principal nome do mindfulness no ocidente), criador do método de Redução de Estresse baseado no Mindfulness, na Escola de Medicina de Massachussets. Mas, para ser prático e direto ao ponto…

Mindfulness é um termo utilizado para representar um estado mental de consciência e atenção plena. Ou seja, um estado em que o indivíduo encontra-se 100% focado, concentrado, atento ao momento presente, o chamado “aqui e agora”.

Parece simples, não é?! Simples de entender, mas nem tanto para executar.

Todos nós passamos a maior parte do tempo divagando, pensando em algo que já passou ou que ainda nem aconteceu. Fazemos atividades rotineiras, como dirigir, comer ou tomar banho, de modo automático.

Pesquisas realizadas na universidade de Harvard apontam que passamos, em média, 47% do tempo em que estamos acordados, “no piloto automático”, pensando em algo diferente do que estamos fazendo naquele momento. Quantas vezes você se deu conta de que chegou em casa e não lembrava do caminho que fez? Já terminou seu banho sem lembrar se tinha lavado os cabelos? Você estava no piloto automático.

O pior é que, com a mente vagando, ficamos mais vulneráveis ao estresse, à ansiedade, à depressão e a outros transtornos.

Quando estamos trabalhando, por exemplo, imaginamos a próxima tarefa, visualizamos momentos que talvez ocorram durante o dia. Lamentamos pelo que fizemos ou pelo que deixamos de fazer, murmuramos problemas. Enfrentamos cada situação com os filtros do passado, com as lembranças das experiências anteriores, como se já soubéssemos o que virá pela frente, com base no que já vivenciamos. Falamos mais do que ouvimos e, quando ouvimos, ficamos absortos, envolvidos em nossos pensamentos, preparando novos argumentos.

Falta atenção, falta concentração, falta foco, falta dedicação exclusiva, consciência de que só o momento presente existe; o futuro talvez não aconteça e o passado é só uma referência.

Fazemos dezenas de reuniões, participamos de palestras, cursos, seminários, lemos centenas de livros, ansiando por respostas, por mais e melhores resultados, por mais qualidade de vida. Só esquecemos que o principal recurso que precisamos para tudo isso nós já temos: a nossa mente! E a principal tarefa? A atenção!

O que falta nas relações familiares?

O que faz uma amizade verdadeira?

O que proporciona a qualidade daquilo que aprendemos e executamos em nosso trabalho?

O que garante a produtividade, a eficiência e eficácia?

ATENÇÃO PLENA!

=

MINDFULNESS!

Entendeu os benefícios do estado de Mindfulness para a sua vida?

Felicidade

Segundo o site Mundo Mindfulness, “pesquisas afirmam que a nossa felicidade pode estar diretamente relacionada com a nossa consciência do momento presente”.

Autoconhecimento

Com mais atenção sobre os próprios sentimentos e sobre o próprio corpo, com mais tranquilidade e estado de presença, você é capaz de perceber melhor suas capacidades, características, valores, propósitos e objetivos, o que é a base para a realização pessoal.

Emagrecimento

Buscar um estado de mindfulness pode ajudá-lo a emagrecer, mediante a atenção plena às suas escolhas para uma alimentação saudável, bem como na prática de saborear os alimentos, de forma tranquila, o que contribui para a maior sensação de saciedade e, consequentemente, menor consumo de alimentos.

Inteligência emocional

Com o relaxamento do corpo e da mente, e com a percepção das próprias emoções, você fortalece sua inteligência emocional.

Memória e da concentração

O estado de mindfulness promove melhora significativa em sua capacidade de memorização e concentração.

Redução da Ansiedade

Vivendo o momento presente e com mais atenção às suas sensações e emoções, você baixa o nível de estresse emocional e ansiedade.

Resultados profissionais e financeiros

O estado de atenção plena aumenta sua capacidade de trabalhar com mais qualidade e eficiência, tornando-se mais produtivo e gerando mais valor para a sua empresa e clientes. Por consequência, você alavanca sua carreira e resultados financeiros.

Como desenvolver o estado de Mindfulness?

Hoje, existem diversos profissionais, especializados em treinamentos e terapias, voltados para o desenvolvimento do estado de mindfulness.

Marcelo Demarzo, professor no departamento de medicina preventiva, na Unifesp – Universidade Federal de São Paulo, é uma das principais referências nessa área, no Brasil.

Os treinamentos utilizam práticas de meditação e outros métodos de concentração, focados na percepção corporal, na atenção aos próprios sentidos, à respiração e às sensações do corpo.

Vale a pena conhecer!

Clique aqui e veja também:

Autoconhecimento

Eu sou Fabio Frasson. Espero ter contribuído com seu caminhar. Desejo a você resultados extraordinários e muito sucesso!

Vamos juntos, evoluindo sempre! Até a próxima!

Fabio Frasson

contato Fabio Frasson

Curta a página @mindsetfrasson no Facebook

facebook @mindsetfrasson

Assine o canal mindsetfrasson no Youtube

youtube mindsetfrasson

 

A angústia do líder

Desafios da liderança na evolução dos seus liderados

O ser humano é complexo por natureza. Não somos resultado de uma equação matemática, de resposta única e objetiva. Nosso corpo funciona MAIS ou MENOS da mesma forma. Nós agimos MAIS ou MENOS do mesmo jeito. Nós pensamos MAIS ou MENOS parecido. Mas a diferença entre esse MAIS e esse MENOS tem milhões de variações, de razões, de motivações e de observações.

Se liderar é influenciar pessoas, cabe ao líder identificar as nuances, as particularidades de cada um dos seus liderados, para comunicar-se, adequadamente, de forma individualizada, personalizada, e mais eficaz.

No entanto, essa habilidade, quase sobre-humana, de compreender o outro para relacionar-se com ele, é um grande desafio.

Esse desafio fica mais evidente quando notamos que a nossa percepção sobre nós mesmos já não é tão clara; que enxergar e reconhecer nossos pontos fracos, nossas limitações, nossas falhas e erros, é uma das tarefas mais difíceis.

Penso que essa barreira entre nossa percepção e os nossos pontos fracos é um mecanismo de proteção, de autopreservação, de segurança da nossa mente. Um mecanismo de segurança, que atua de forma subconsciente, com o intuito de nos poupar da dor, do sofrimento, de nos mostrarmos vulneráveis.

Nosso cérebro é uma máquina fantástica. Grande parte da sua capacidade ainda é desconhecida. Mas uma de suas funções mais evidentes é cuidar da nossa preservação, escondendo de nós mesmos as nossas fragilidades.

O despertar para a busca do autoconhecimento, como principal ferramenta de evolução, ocorre de forma diferente para cada pessoa; em momentos diferentes da vida. Há pessoas muito jovens, com pouca experiência de vida, que se abrem a essa realidade e buscam o seu desenvolvimento. Há pessoas adultas, consideradas maduras, centradas, bem informadas, que não têm a mesma percepção, que não se permitem enxergar, que não admitem para si mesmas a possibilidade de que não tenham razão, de que não estejam corretas, de que haja algo a aprender sobre si mesmas, que elas ainda não tenham percebido.

A grande angústia do líder é a dificuldade em fazer com que seus liderados se permitam aprender, crescer, evoluir; que encarem um feedback como uma oportunidade de melhorar, de corrigir falhas, de eliminar pontos fracos; que não tenham medo de falhar, mas de não tentar;  que não fiquem na defensiva, como se o dia a dia fosse uma disputa entre a empresa e os empregados, mas sim um jogo que se joga junto, com atribuições diferentes, mas com o mesmo objetivo.

Como eu disse anteriormente, em outro artigo, a infalibilidade não é uma característica humana. Todos nós, por mais conhecimento, por mais experiência, por mais maturidade, por mais capacidade que tenhamos, cometemos falhas e erros ao longo de toda a vida. E cada situação, estejamos certos ou errados, deve servir de aprendizado. Só depende da capacidade de “permitir-se”.

A você que é líder, e que, como eu, anseia pela evolução de seus liderados, que sente o desejo profundo de contribuir para o crescimento pessoal e profissional de sua equipe, e que sente o que chamei de angústia do líder, recomendo que insista, persista, lute, acredite e, principalmente, continue desenvolvendo suas próprias habilidades e competências, “afiando seu machado” para ceifar as barreiras no caminho da liderança, e servindo de exemplo para os seus liderados.

E, para você que ainda não é um líder, saiba que estamos juntos, que o seu sucesso é o nosso sucesso, que o seu crescimento é o nosso crescimento, que as nossas críticas, as nossas cobranças, as nossas avaliações, podem SIM conter erros, pois somos tão humanos quanto qualquer um. Mas o feedback é o nosso presente, carregado do desejo de que sejamos um time campeão!

 

Clique aqui e veja também:

Os desafios da gestão de pessoas

Eu sou Fabio Frasson. Espero ter contribuído com seu caminhar. Desejo a você resultados extraordinários e muito sucesso!

Vamos juntos, evoluindo sempre! Até a próxima!

Fabio Frasson

contato Fabio Frasson

curta a página @mindsetfrasson no Facebook

facebook @mindsetfrasson

Assine o canal mindsetfrasson no Youtube

youtube mindsetfrasson